Como Ter o Nome Limpo No Serasa De Acordo Com Ciro Gomes

Que tal ter o nome limpo no Serasa sem precisar pagar suas dívidas imediatamente? 

Recentemente, o candidato à presidência Ciro Gomes disse que irá limpar o nome de 63 milhões de Brasileiros.

ciro sardinha paiVamos ver juntos se dá ou se não dá para ele cumprir essa promessa?

Primeiro, é preciso entender os principais tipos de dívidas dos inadimplentes no Brasil.

Porque somente depois disso, poderemos concluir se essa promessa pode ser cumprida.

Principais Tipos de Dívidas

O número de inadimplentes voltou a passar dos 63 milhões e historicamente as dívidas em atraso geralmente não mudam muito de perfil.

São as dívidas com cartão de crédito, dívidas com o cheque especial, dívidas com carnês e cartões de lojas e supermercados e as dívidas com prestadores de serviços ou concessionárias:

Dívidas Com o Cartão de Crédito

As dívidas com cartão de crédito são as mais comuns e elas são geralmente causadas não pelo desemprego (que é altíssimo nesse momento) apenas.

Então, a dívidas com cartão, geralmente vem do descontrole financeiro das famílias que não fazem orçamento doméstico.

Também ajuda aumentar esse descontrole, as compras por impulso que são feitas para atender desejos de status das pessoas e não por real necessidade.

Dívidas com cartão de crédito são dividas com administradoras de cartão que são empresas privadas.

Estas empresas e o devedor, tem um contrato que pode ser acionado judicialmente quando não pagos.

Dívidas Com o Cheque Especial

Utilizar o limite do cheque especial e não conseguir cobri-lo é prática muito comum entre os inadimplentes.

Quer seja por descontrole, quer seja pela alta taxa de juros que facilmente chegam aos 500% ao ano, essa é a segunda modalidade mais comum de dívida. 

Assim como na inadimplência com o cartão de crédito, as dívidas atrasadas do cheque especial, são uma relação empresa x consumidor e essa relação é lastreada em contrato.

Contratos não cumpridos são passíveis de execução judicial. 

Dívidas Com Carnês e Cartões de Lojas

Historicamente, a dívida com prestações atrasadas de lojas (carnês ou cartão de crédito dessas lojas), é o terceiro tipo mais comum. 

Em épocas de desemprego alto, as dívidas com lojas de departamentos e supermercados aumentam.

Esse tipo de dívida é considerado supérflua e é uma das primeiras a deixarem de ser pagas quando o cinto aperta.

Da mesma forma que a dívida atrasada com o cartão de crédito e o cheque especial, a dívida com as lojas é regida por um contato que as partes tem que honrar.

Se o cliente não honrar o pagamento, a loja tem o direito de buscar o recebimento.

Dívidas Com Prestadores de Serviços (Luz, Água, Telefone, Etc.)

Esse é um tipo de dívida que ocorre por conta de despreparo do inadimplente. Ele se perde do meio de tantas dívidas que acaba deixando de pagar também as contas de serviços.

Geralmente essas são as contas mais baratas da casa e por falta de conhecimento sobre como gerenciar as dívidas.

A pessoa acaba misturando as contas e perdendo o controle da situação.

Esse tipo de dívida está sujeito a corte dos serviços com posterior cobrança do inadimplente.

O Brasil Não Tem Verba Para Saúde, Educação e Segurança

Limpar o nome dos inadimplentes, como vimos acima, requer que a dívida seja paga.

Porém, se o Brasil também está afogado no limite do “cheque especial”.

Quase inadimplente e com baixa receita de impostos, teria condições de fazer um grande programa nacional de “quitação de dívidas”?

O Banco do Brasil o Caixa Econômica Federal devem mesmo bancar essa dívida?

Milhões de Ações de Cobrança Na Justiça

Se temos 63 milhões com o nome negativado no Serasa e SPC neste momento.

Provavelmente, há uns 10 milhões de ações de cobrança na justiça, referente a esses 63 milhões de inadimplentes.

A Advocacia Geral da União conseguiria lidar com tantas ações de cobrança no caso do Ciro Gomes ser eleito e tentar essa proeza de limpar o nome de quase 1/3 dos brasileiros?

O Bolsa-Dívida

Ainda no caso hipotético de o Ciro Gomes ser eleito presidente da República, uma forma de ele tentar cumprir a promessa de campanha, seria criar uma espécie de “Bolsa Dívida”.

E a pergunta que fica é: os brasileiros que não estão endividados, topariam financiar mais um benefício social?

Você pode gostar de conhecer:  http://ProjetoDividaZero.com.br

Conclusão

Somos uma nação de 63,4 milhões de pessoas com o nome sujo.

Então, se vivemos em um país dito democrático, as empresas legalmente constituídas e os cidadãos, tem seus direitos e deveres previstos na constituição, o Brasil não tem dinheiro nem para as necessidades básicas como educação, segurança e saúde.

E ainda, se o número de ações de cobrança na justiça é de milhões.

A dívida média do brasileiro é de R$ 1.400,00 por CPF. Isso totaliza mais de R$ 88 bilhões.

Com essas informações postas na mesa, o que você me ajuda a concluir?

Por favor, comente!

Ah, veja esse vídeo falando sobre o tema:

 

Aprenda a Negociar e Quitar Dívidas Com Bancos. E-book Grátis.