Reserva de Emergência É Uma Fria

Reserva financeira de emergência é uma fria. Sabia disso? Neste artigo vou te contar porque precisamos eliminar este conceito e como criar uma reserva corretamente. Me acompanhe…

O conceito de reserva de emergência é antigo e eu mesmo sempre fui um divulgador achando que com isso estava ajudando meus alunos, leitores, clientes, etc. a alcançarem suas independências financeiras, mas não estava.

Então, o objetivo agora é desconstruir essa teoria, digo, melhora-la e melhora-la bastante.

O Que É Uma Reserva de Emergência

Reserva de emergência. Guardar dinheiro para as emergências. Essas eram as expressões que sempre ensinei. Mas, as coisas mudaram e já não ensino mais assim.

Provavelmente você já tenha me ouvido falar da importância desse tipo de reserva e que ela deve representar segurança se algo der errado na sua vida. E é essa ideia central da reserva financeira que estava errada: se algo desse errado.

:: BAIXE GRÁTIS O E-BOOK SOBRE COMO NEGOCIAR E QUITAR DÍVIDAS: http://bit.ly/Livro-Dividas

Era assim: você deveria ter uma reserva de emergência com dinheiro fosse equivalente a 6 ou 8 meses do seu custo fixo. E então, estaria preparado para as emergências.

Por Que a Reserva Financeira de Emergência Tinha Que Ser de 6 ou 8 Meses?

O custo fixo nada mais é do que o quanto você custa para viver o mês inteiro pagando as contas básicas como água, luz, supermercado, etc.

E por que 6 a 8 meses de custo fixo?

Para o caso de você ficar sem renda por 6 a 8 meses que é o tempo aproximado que o brasileiro médio leva para arrumar um outro emprego quando perde o seu.

E aqui é que está o grande problema da dita reserva de emergência: o motivo da reserva: uma emergência.

O Que Os Pesquisadores Dizem Sobre Emergências Financeiras

Existe um consenso entre os pesquisadores da área do enriquecimento pessoal: quando as pessoas estão guardando dinheiro para as emergências, na verdade, elas estão se preparando para dias difíceis.

E olha, esses dias difíceis irão chegar. Pode ter certeza. É que dizem todos os especialistas mundo a fora.

É que as expressões “reserva de emergência” ou “reserva de segurança”, rementem às principais raízes do comportamento “gastador”, da pobreza ou do estilo de vida perdulário que são a insegurança e a incerteza.

Mas o que está por trás de tudo isso, a razão principal dos desastres financeiros, é o sentimento de medo. O medo é a base insegurança e da incerteza são os sentimentos que de fato estão por trás dessas reservas financeiras para as emergências.

Além do medo, sentimentos como autoafirmação ou vingança até ajudam a construir algumas fortunas, mas são sempre os responsáveis pelo final delas.

Ou seja, você começa uma reserva para emergências e logo aparece um motivo para você se desfazer dela. Já presenciou essa situação?

Então, poupar por causa do medo é poupar pela razão errada. Poupar para as emergências é planejar a chegada delas. E as emergências costumam aceitar convites.

Então Quer Dizer Que Não Vale a Pena Poupar?

Os motivos das nossas reservas devem ser construtivos e não emergenciais, as reservas devem ser criadas com propósitos de crescimento como: abrir seu próprio negócio, uma grande viagem, a universidade dos filhos, morar na praia depois da aposentadoria etc.

Pare de criar reservas de emergência e passe a criar metas financeiras na sua vida. Metas com propósito de abundância e não de escassez. Reservas de tranquilidade e não de emergência.

Mas professor, e se uma emergência acontecer?

É claro que elas podem acontecer afinal, como diz Ed René Kvitz meu mentor, coisas boas acontecem às pessoas boas, mas coisas ruins também acontecem às pessoas boas.

Então se algo emergencial te acontecer, utilize alguma das suas reservas de tranquilidade para isso e após as coisas voltarem ao normal, recomece a reserva que precisou gastar.

Moral da história: é mais fácil uma emergência acontecer se você estiver colaborando com isso.

Mas, será que isso funciona assim mesmo?

Conheço casos e casos de emergências que fizeram reservas pessoais serem torradas do nada.

Eu mesmo sou um bom exemplo disso. Sempre achei que deveria ter uma boa reserva para as emergências.

Demorei para deixar de ser perdulário e construí uma ótima reserva. Não demorou muito e surgiu uma “emergência” médica que me deixou um ano sem produzir.

Advinha para onde foi a reserva?

Com A Palavra Os Pesquisadores

Nos últimos 100 anos, os autores mais consagrados dessa área são unanimes em afirmar que funciona exatamente desta maneira. Por isso sugiro que você tenha reservas de tranquilidade.

Acho que você vai gostar de saber:

:: Como Poupar Dinheiro
:: Como Obter Renda Extra

Bom, espero de coração que este conteúdo sirva para orientar sua vida financeira e se for mesmo assim, então compartilhe este conteúdo com o maior número possível de pessoas que você possa ajudar.  🙂 

Um abração bem grandão e muito mais sucesso.

Aprenda a Negociar e Quitar Dívidas Com Bancos. E-book Grátis.